Passeio na ONU – Genebra (Suíça)

     Depois da Primeira Guerra Mundial criou-se a Sociedade das Nações Unidas com o objetivo de intermediar acordos entre as nações e, consequentemente, evitar conflitos. O lugar escolhido para sediar a nova organização foi a Suíça por duas razões: ter sido um país neutro durante essa guerra e por estar no centro da Europa, local onde a maior parte do conflito aconteceu.
     Porém, esse objetivo viu-se fracassado pela Segunda Grande Guerra. Mesmo assim, quando esta acabou, a carta das nações foi reescrita e ampliada, surgindo, então, a Organização das Nações Unidas – ONU.
     A ONU tem sua sede administrativa em Nova Iorque, nos Estados Unidos, e uma sede europeia, que fica em Genebra, Suíça. 
Prédio da ONU, em Genebra, Suíça (2015).
   
     Atualmente, 193 países compõem a Organização das Nações Unidas. Destes, cinco: a China, os Estados Unidos, a França, o Reino Unido e a Rússia, são considerados países permanentes, ou seja, eles têm poder de veto nas resoluções (se um deles não concorda com o que está sendo votado, a resolução não é aprovada). Nas reuniões da ONU, existem idiomas oficiais: árabe, castelhano, francês, inglês, mandarim e russo.
     Em Genebra, vários prédios abrigam departamentos da ONU, como, por exemplo, a UNHCR (Office of the United Nations High Comissioner for Refugees), que se destina a tratar da questão dos 40 milhões de refugiados que existem atualmente no planeta.
     O Palácio das Nações Unidas (Palais des Nations), como também é conhecido o prédio da ONU, pode ser visitado pelo público em geral, sendo este apresentado por um guia em diversos idiomas, entre eles, inglês, espanhol e francês.
Visita guiada pelo prédio da ONU, em Genebra (2015).
 
     O prédio está situado na Avenue de la Paix, um pouco depois da Place des Nations, onde já é possível vislumbrar alguns símbolos da responsabilidade e da grandiosidade que é a Organização.
     Aos turistas é explicado simplificadamente as responsabilidades da ONU e também a função de algumas salas que estão no prédio. Quando não ocupadas para reuniões, elas podem ser visitadas.
 
Nos interiores do prédio da ONU (2015)
     A sala XX, por exemplo, foi inaugurada em 2008 e tem uma bonita obra do artista espanhol Miquel Barceló, onde, dependendo de onde estiver sentado, é possível visualizar uma parte dela, bem como algumas de suas cores, representando assim que cada um vê a realidade segundo sua perspectiva. Mas há uma exceção: o corpo diretivo sempre fica sentado em uma posição que lhe favorece a visão do todo, representando, então, que as pessoas que o representam podem ver a realidade de forma mais abrangente.
 
Sala XX do Palais des Nations (2015).
     É um passeio que vale à pena conferir. Imperdível para quem está em Genebra!
 
 

Share