A Família e a Escolha Profissional

Texto escrito por Iracema Cerdan Zavaleta Galves

Imagem retirada de: https://images.app.goo.gl/tvmKgBUu6iACNNss8

Os pais, com toda certeza, querem a felicidade de seus filhos. Por isso, no momento da escolha profissional, é normal os pais exporem a sua opinião, darem palpites e até fazerem algumas exigências.

Isso pode ser bom ou não.

Um ponto positivo é que os pais costumam conhecer bem seus filhos e têm certa experiência quanto a escolhas, podendo, então, ajudá-los a vislumbrar o futuro de maneira mais certeira.

Os pais também são pessoas em que gostamos de estar próximos, então, se eles estiverem pesquisando com a gente e nos orientando, muito possivelmente, nos sentiremos mais seguros para tomar uma decisão.

Porém, há pontos negativos quando envolvemos a família na escolha profissional: por exemplo, a maioria dos pais estar desatualizada quanto às novas demandas sociais e às novas profissões que vem surgindo ultimamente.

Outra questão que se deve levar em consideração é que nem sempre os valores que os pais carregam são os valores que os filhos prezam e isso pode trazer um embate na hora de escolher a profissão.

Pois bem, vimos prós e contras da presença da família nesse momento tão importante de nossas vidas. Então, nosso conselho é que, como em tudo na vida, a reflexão e a ponderação devam estar presentes. E, acima de tudo, não se esqueça de que é você que vai viver a sua carreira profissional, você estará dia a dia na rotina que escolher e, por isso, a palavra final, que vai decidir o curso que irá fazer e o rumo que sua vida tomará, deve ser somente sua.

Share